Golpe de suposto ” vidente – paranormal ” que está usando nome de Jucelino Luz

Golpe  de suposto  ” vidente – paranormal  ” que está  usando nome de Jucelino  Luz

Golpe  de suposto  ” vidente – paranormal  ”  que está  usando nome de Jucelino  Luz 

Muito cuidado com  golpes na praça !

Os ‘caras’ são no mínimo muito criativos  e caras  de pau!  Há muito tempo atrás denunciei um “ Golpe “   , nunca  cobrei dinheiro das pessoas (  nunca cobrei  e não misturo dinheiro com espiritualidade    )

Agora  apareceu um  vulgo  , “ Vidente  – paranormal  “  que está usando o nome  de Jucelino Nobrega da Luz  em várias partes do Brasil   –  não sei ainda se está usando no exterior  – mas as pessoas devem ter cuidados com  esse “ golpe  desse estelionatário “

No meu caso, me dei conta na hora, mas foi por sorte , que recebi ligações de pessoas dizendo que  pessoas   usaram  meu nome .

Pois, normalmente, não daria tanta atenção na hora porque sei muito  bem as pessoas , grupos fechados , Palestras que participei .( ou orientei gratuitamente )

Lá veio o esclarecimento do novo golpe:

golpe(2)

O tal vidente ( paranormal ) , como se apresenta com meu nome ,  faz atendimentos , aparições  e visitas , usando dados pessoais  . E cobra bastante dinheiro  E a pessoa pensando que sou eu  acaba caindo nesses golpes . Eles geralmente procuram pessoas emocionadamente abaladas, ou com problemas graves .

PRONTO: O cara ganha  dinheiro, depois, indica meus números de telefones, ainda tem a cara de pau de indicar meu Site . Somente ,ainda não sei se tem um cartão de visitas usando meu nome , só faltava isso!!?

Pessoal . por favor  , tome cuidado com esse tipo de  “ Golpe “  e avise seus amigos  , parentes para terem cuidado com esses estelionatários  .

O melhor caminho é  desconfiou,  telefone para 190   para fazer a prisão em flagrante .

O artigo 299 do Código Penal define o crime da seguinte forma:

Omitir, em documento público ou particular, declaração que dele devia constar, ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que deveria ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigações ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante.

 

O crime é figura tipificada no artigo 307 do CPP, que tem a seguinte redação:

Atribuir-se ou atribuir a terceiro falsa identidade para obter vantagem em proveito próprio ou alheio, ou para causar dano a outrem. Pena de detenção de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa, se o fato não constitui elemento de crime mais grave.

 

“ Falsa Identidade. Consiste em se fazer passar por outra pessoa, com o objetivo de obter alguma vantagem ou prejudicar outrem. Ex: cidadão que se identifica com nome fictício para obter crédito; individuo que se identifica falsamente como militar; pessoa que fornece nome falso quando presa em flagrante. Pena: detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.”

Art. 171 – Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento:

Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa, de quinhentos mil réis a dez contos de réis.

Se puderem, repassem.

 

Professor  Jucelino Nobrega da Luz

Contato: jucelinoluz44@gmail.com

 

Jornalista  Mario Ronco Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *