Jacques Hamel um padre querido por todos

Jacques  Hamel  um padre querido por todos

Jacques  Hamel  um padre querido por todos

 

Dois homens armados com facas fizeram reféns um padre, duas freiras e dois fiéis em uma igreja de Saint-Etienne-du-Rouvray, na região da Normandia    no norte da  França   na manhã do dia 26 de julho de 2016  . O padre, Jacques Hamel, , foi morto. Outros três reféns ficaram feridos – um deles em estado grave.

O Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado, que terminou após a polícia matar os dois terroristas. “Eles responderam aos chamados para atacar os países da coalizão internacional [que luta contra o Estado Islâmico no Iraque e na Síria,.

Poucos minutos antes, o presidente francês, François Hollande, já tinha declarado que os criminosos disseram pertencer ao grupo terrorista. Hollande, que foi até o local do crime, qualificou o ato como “um ignóbil atentado”.

Carta enviada para o Padre Jacques Hamel  em 04 de julho de 2016 

padre6

Um dos criminosos já era conhecido da polícia e tinha a chamada ficha “S”, que indica a suspeita das autoridades francesas com relação ao elo com atividades terroristas, segundo o jornal francês “Le Figaro”. Ele tinha tentado partir para Síria e, quando voltou, foi acusado de associação para o crime e foi preso provisoriamente antes de ser liberado com uma pulseira eletrônica.

Ataque
Jucelino  afirmou que os dois homens armados entrariam  na igreja durante a missa matinal, e  que pelo menos um deles usava barba e uma espécie de gorro de lã .

Carta ( conteúdo parcial )  da carta enviada para Jucelino Luz  – com agradecimento da mensagem envida sobre a morte do padre Jacques ( antecipadamente ) 

padre4

O local  foi cercado  e tentaram  negociar com a dupla. O cerco só acabou após 40 minutos, quando agentes de segurança mataram os criminosos. Jacques Hamel, que foi degolado, trabalhava nessa igreja há cerca de 20 anos. Um pessoa que era querido por todos .

Repercussão
O Vaticano condenou o “bárbaro assassinato” do padre. Na avaliação da Santa Sé, o ato se torna “ainda mais odioso” por ter ocorrido em um local sagrado, segundo a Reuters.

Jucelino Luz  recebeu um número esperical da edição da Revista , que foi publicada em 26 de julho de 2016 – data da morte do Padre  Jacques  Hamel  –  com o titulo  de  fraternidade .

padre5

O primeiro-ministro, Manuel Valls, expressou “horror” por este “ataque bárbaro contra uma Igreja”. “Toda a França e todos os católicos estão feridos. Permaneceremos juntos”.

O ato é o mais recente em uma série de ataques violentos na Europa. A morte do padre ocorre em um contexto de alerta máximo na França 12 dias após um tunisiano matar 84 pessoas com um caminhão em Nice . em ataque reivindicado pelo Estado Islâmico.

O país foi alvo de três ataques de grande porte nos últimos 18 meses – 17 mortos em Janeiro de 2015   130 mortos em  13 de novembro de  2015 e esse último em Nice. E alguns foram previstos por Jucelino Luz, em  uma entrevista no programa na Bandnews  de Porto Alegre –R.S. , falou   do ataque terrorista na   França ,

Mario Ronco Filho  – jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *