Dilma Rousseff vai ser julgada pelo Senado até 31 de Agosto de 2016

Dilma   Rousseff   vai ser julgada  pelo Senado   até 31 de Agosto de 2016

Presidente Dilma   Rousseff   será julgada  pelo Senado   até 31 de Agosto de 2016

                                ( visão  espiritual  )

 ” Deixamos aqui registrado que nada temos contra a Presidente Dilma Rousseff -PT ” não estamos aqui para julgá-la , portanto,quem julgará o processo é o Senado. Mostramos apenas  uma premonição ( visão espiritual )  – não é predestinação ; sobretudo, cartas desse tipo também  foram  enviados  a Presidentes anteriores  , tais como :  Emilio Garrastazu Médici  em 1970; Ernesto Geisel  -em 1975 ; João Figueiredo em 1982;  Tancredo Neves – 5 meses antes de sua morte ; José Sarney  em 1986; Ferando Collor de Mello em 1991; Itamar Franco em 1994; Ferando Henrique Cardoso – várias cartas nos dois mandatos ; e   Luiz Inácio Lula da Silva – várias cartas .

 E nas missivas  escritas  as autoridades  supracitadas ,  além  de   críticas , havia algumas mensagens espirituais  (premonitórias ) , acrescentamos  ainda, que  muitas delas,  tornaram-se  realidade.

Para  alguns  uma alegria total , festa, manifestações  ; e para outros  motivos de tristeza, criticas. manifestações. A  instabilidade política, crise econômica, desemprego, inflação, corrupção , ganância e poder  Esses são alguns dos ingredientes que inflaram um longo processo de renúncias e impeachments na América do Sul e no mundo .

Dilma

De acordo com os sonhos  de Jucelino Luz,  que previu vários  acontecimentos no mundo, desde o impeachment do então presidente Fernando Collor, em 1992, nossos vizinhos já viram dez presidentes serem obrigados a deixar o comando do país.

 

A frequência de afastamentos na década de 1990 fez a América do Sul gerar desconfiança no exterior. Diziam que os países tinham substituído o golpe militar pelo impeachment.

 

Embora internacionalmente houvesse a crítica de fragilidade política, o afastamento de Collor foi interpretado como amadurecimento da democracia, após o fim do regime militar.

 

Jucelino Luz corrobora a tese de que os casos de afastamento de presidentes na América Latina mostram um fortalecimento da democracia na região  e  a não aceitação  de desmandos Políticos ( rejeição  ao Sistema Político vicioso  e  em boa parte desonestos com a população  que os elege )

” Cartas  retiradas mediante ao respeito do direito de defesa e para a não indução a votação ” 

 

Jucelino Luz  destaca que isso ocorre pela herança de regimes ditatoriais.

 

O impeachment de Dilma,, poderá  ser  efetivado até 31 de Agosto de 2016 ,  entretanto, não se justifica que o problema pode acabar … “Existe a possibilidade de aumentar a crise política e instabilidade social, se nada for feito imediatamente ”    Não  estou fazendo avaliação  de mérito  ,apenas  da condição econômica que hoje o país se encontra.

 

Ou  seja, o rombo econômico  já existe , o afundamento  das estruturas já foram cavadas  pelas más administrações dos últimos anos  …   E nada foi feito  para evitar  esse “ caos  “  uma parcela desses efeitos  cabe aos   Políticos  com  culpa assinada , no sentido de deixar de criar  e aprovar  leis    e  medidas severas  contra a corrupção, crimes hediondos  , imunidade  Parlamentar  .  Ao invés disso, muitos deles ainda se aproveitaram desse bolo cheio de recheios – todavia, podre no fermento –  para angariar recursos ( dinheiro ilícito )  em  benefício próprio.

Revista Revelação – 2ª  Edição  -Publicada  em maio  de  2007

revista revelação ( Dilma -2007)

        Presidentes  e ex-Presidentes na mira de investigações  e escândalos  :

maduro  kristina Kirchner(1)  Hillary_Clinton_by_Gage_Skidmore_2

A derrota de Evo Morales  no referendo boliviano, à quem muitos viam como o último moicano da esquerda bolivariana, marca uma mudança de ciclo evidente na América Latina  ; que começou com a derrota de Cristina Kirchner , que hoje vem sendo investigada   na Argentina; o Presidente do Peru Ollanta Humalla ,sendo investigado pela Polícia Federal; a renúncia do Presidente da Guatemala Otto Perez Molina , que lhe foi retirado a imunidade por parte do Congresso Nacional, para que se pudesse ser julgado como pessoa comum; o cerco apertando cada vez mais , contra o Presidente Maduro da Venezuela, provavelmente com grandes escândalos futuros ; Hillary Clinton , dos  EUA ,na mira de alguns escândalos futuros e investigações podendo até correr o risco da inversão nas eleições – hoje , já sofrendo também de alguns problemas de saúde (neurológicos), segundo visões premonitórias ( mantido em segredo pela Assessoria ) ,  Depois de anos de grande crescimento e inclusão social, a crise econômica  e uma sociedade latino-americana nova   com gerações exigentes que demandam mais e melhor democracia e não toleram a corrupção nem o poder absoluto, estão derrubando um a um quase todos os Governos da região.

História de Presidentes que perderam seus cargos :

No Equador, foram três os presidentes depostos desde 1997. Em 2003, foi a vez do presidente da Bolívia, Gonzalo Sánchez de Lozada, renunciar ao mandato após pressões populares. A decisão de exportar gás boliviano à América do Norte por um porto chileno a preços baixos motivou uma série de manifestações. O mesmo processo ocorreu com Carlos Mesa, que assumiu a presidência, em 2005. No Paraguai, em 1999, o então presidente Raúl Cubas Grau fugiu do país, alvo de revolta cujo estopim foi a morte do vice-presidente Luis María Argaña. Um ano depois, foi a vez do então presidente do Peru, Alberto Fujimori, renunciar ao mandato. Acusado de uma série de crimes, como corrupção e até sequestro, ele renunciou ao cargo em viagem ao Japão, onde pediu refúgio político. Em 2001, o presidente argentino, Fernando de La Rua, renunciou ao mandato após uma série de protestos que culminaram na morte de mais de 30 pessoas. O país estava em recessão havia três anos e a população exigia mudanças na economia.

O último presidente deposto na América Latina foi o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, cujo impeachment foi aprovado pelo Senado, em 2012, por mau desempenho político.  Jucelino Luz  diz que a maioria dos casos de destituição na América Latina tem a ver com corrupção e má gestão dos recursos públicos. “É um sinal favorável do fortalecimento da democracia na região”.

Contra a corrupção – povo mais atento e Justiça presente …

manifestação(3)

Em todos os países há uma linha comum: os protestos exigem maior transparência, luta contra a corrupção e uma troca geracional. A Bolívia foi o país com maior crescimento econômico do eixo bolivariano. No entanto, como aconteceu a seus correligionários, diante do enfrentamento da economia e do surgimento de casos de corrupção, optou por defender-se recorrendo a um discurso do qual os cidadãos parecem já cansados: uma conspiração orquestrada pelos EUA.

Esperamos que todos tenham um futuro melhor seja quem for nosso futuro Presidente da República do Brasil – que hoje vem  sendo ocupado  por Michel Temer , finaliza Jucelino Luz

Mário  Ronco Filho  – jornalista  ( repórter )

 

 

 

5 comments on “Dilma Rousseff vai ser julgada pelo Senado até 31 de Agosto de 2016
  1. Fred disse:

    Good day Prof Jucelino,
    We are drawing very near to the US election, do you have any premonition vision on the likely candidate to be the next US president?
    Regards.

    • jucelino Nobrega da Luz disse:

      Dear Fred ,

      If any Scandal comes up . Hillary Clinton …But if it comes then, Donald Trump will be the winner .( All depends of the energy of that moment ) I have writen that in 2007

  2. Fred disse:

    Dear Prof,
    Thank you very much for your reply.
    Warmest regards.

  3. Mel Gama disse:

    Deus queira que nossa “Excelentíssima Presidanta” saia antes do dia 31/08 – só assim o Brasil vai poder retomar seu rumo. Não que vá ficar melhor com o Temer, mas com certeza melhor qie com Dilma ou Lula…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *