Brasil pode afundar na crise econômica

Brasil pode afundar  na crise econômica

Brasil pode afundar  na crise econômica  

Sem reformas estruturais para conter a trajetória explosiva de sua dívida, o Brasil corre o risco de  entrar  em  uma das suas piores crises econômicas de todos os tempos, , e a grande causa disso  , não é o  governo Michel Temer  – que ainda  está na fase  de restruturação, mas sim,  das dividas  gigantescas das  milhares de Prefeituras  em todo Brasil, no mau gerenciamento do dinheiro Público,  das corrupções  nos últimos  25 anos  , dos desvios  de dinheiro, das obras  e  construções  com licitações fraudulentas , e suscetível a “pressões de grupos”. “Isso é ir contra o ajuste.”

Economia_Brasileira_Afundando

O economista diz que cumprir a regra do teto para os gastos será “relativamente simples” porque a taxa de inflação (que corrigirá a despesa) está em queda. Como a inflação de 2017 deve ser maior  que a deste ano, o gasto poderá ter aumento real.

Jucelino Luz  afirma que a “grande pergunta” é saber se medidas como o reajuste do funcionalismo (um impacto de mais um  custo  superior  de  R$ 67,7 bilhões até 2018) seriam só consequência do fato de Dilma Rousseff ainda não ter sido afastada definitivamente.

 O governo federal  vai  projetar seu deficit de 2017 em R$ 139 bilhões e promete um esforço fiscal de R$ 55,4 bilhões a ser obtido com privatizações, concessões e aumento da receita com a melhora da atividade.  Acho que será terrível !

brasil (1)
O número que interessa para a sustentabilidade das contas públicas são os R$ 194,4 bilhões (soma do déficit e das receitas adicionais previstas). Esse é o número que continuará crescendo de forma estrutural. O que o governo está fazendo é um esforço adicional, com a venda de ativos e receitas extraordinárias, para reduzir esse número para R$ 139 bilhões. São receitas extraordinárias, e bem-vindas. O  que acredito ser quase impossível controlar esses valores num patamar exato .

Elas atenuam a trajetória de crescimento da dívida e dão um pouco mais de fôlego para enfrentar o problema, que seria ainda maior se o número fosse R$ 194,4 bilhões.

Outro grande problema é  a diminuição de empregos, ou seja, o país  está quase parado, as empresas maiores que empregam milhares  de pessoas, estão hoje , ou seja, a maior parcela delas envolvidas em crimes de desvio de dinheiro, lavagem de dinheiro, ou algum tipo de corrupção – muitas delas , estão  diminuindo seus custos , dispensando  funcionários ; ou seja, desaquecendo o mercado  . Quem não vende , também não  compra  “  efeito dominó “  . Ainda por parte do Governo não temos projetos de emergência para um aquecimento do mercado interno.  E muitos outros fatores, bem como falência  de alguns Estados brasileiros, por má administração, corrupção  e  desvio  de dinheiro Público,. E em muitos casos , vai sobrar  para o Governo Federal, que também não vive numa situação boa , pelo mesmo motivo  – ter que dividir  em parcelas longas e duradouras a devida gigantesca dos Estados e dos municípios .

brasil(1)

Não há uma melhora nas expectativas para  o segundo semestre de 2016  até  2018 . Na prática, ainda  tende a piorar  se nada for feito ,porém,  esperamos  uma mudança  fundamental  para que o país ande mais ,,,  E aumento de impostos para tapar buracos criado por corruptos , não funciona !   Tem que fazer essas pessoas que cometem crime de desvio, lavagem ,devolver todo dinheiro roubado .  

Temos uma janela de oportunidade para enfrentar um problema estrutural muito grave. Há um cenário externo mais favorável aos preços de commodities no Brasil, no entanto, as coisas  não pararam de piorar em termos de atividade e talvez exista a oportunidade de uma pequena recuperação, entretanto não  será  no ano que vem.

Agora, o problema fiscal no Brasil é estrutural. Se nada for feito, mesmo com o teto para os gastos, os números vão piorar. Uma série de fatores estruturais faz com que a despesa pública , o desperdício  Público,  a má  administração  , os  gastos  exagerados  , a continuidade da corrupção , desvios  de recursos Públicos  pode crescer  acima da receita.

Sem reformas estruturais profundas, essa janela de oportunidade será perdida e daqui a um ano teremos o retorno da crise, com o agravamento das condições do país.

Brasil-e-Economia(1)

E  o novo Presidente Michel Temer , se por um lado tem falado em sacrifícios, em fazer reformas como a da Previdência, em propor o teto para os gastos e enfrentar uma série de problemas essenciais para superar o problema fiscal, por outro, no varejo, tem cedido aos grupos de pressão. Infelizmente,  todos  Presidentes vivem  pressão , por parte do Senado  e da Câmara . E ceder é ir na contramão do ajuste. No  Brasil,  ainda não temos leis  que impeça o crescimento da corrupção, troca de favores, final da imunidade Parlamentar, leis mais severas contra crimes de corrupção  e todo tipo de  troca  de favores entre  Políticos  e  quem patrocina ( Empresas  )   . Não há interesse por parte desses Políticos( sem generalizar )  em criar esse tipo  de leis .

Mas fico surpreso quando vejo autoridades dizerem que o reajuste dado aos funcionários públicos não atrapalha o ajuste fiscal. Atrapalha  muito .Embora sabemos que todos merecem.

O Brasil  tem onde cortar custos  , sim;  principalmente os salários desses Políticos( ninguém fala em redução )  . Não tem onde. Cumprir o teto no ano que vem será relativamente simples, porque temos a inflação em queda. Mesmo que se cumpra o teto em 2017, podemos ter um crescimento real do gasto de 4 %.

O grande problema do Brasil não é cumprir o teto. É garantir a estabilidade da evolução da dívida em relação ao PIB. Hoje temos metade das despesas engessadas em Previdência e assistência social. ( que são necessárias …) São gastos que crescem em termos reais 5% ao ano.

O problema da Previdência  é que não tem controle de gastos , nem fiscalização correta – existem pessoas que recebem 4 e 5  aposentadorias   e/ ou  salários astronômicos  . fora da realidade   .

brasil-afundando

Mesmo assim, o mercado está mais otimista. Mas , depende de aquecimento

Seria difícil imaginar uma gestão mais incompetente em termos de política econômica do que a que vimos entre  1998  a  2014. Nesses anos , foi crescendo o buraco  e um jogando a culpa no outro , , com a equipe que entrou, continuávamos com um governo que tinha uma dissonância cognitiva. Nomeava um ministro numa direção e fazia o discurso na outra. E   nesse período  tivemos um aumento na pobreza , violência , corrupção , desvio, lavagem de dinheiro Público, decadência  dos Hospitais, sucateamento do sistema de saúde , educação, agricultura , falta emprego , etc .

E as propagandas usadas para enganar o povo era :  “ No Brasil, não temos pobreza, educação de qualidade, saúde de qualidade, não temos violência, pagamos todas as dividas “ Externa e interna “    E o pior de tudo :  – o  Povo  acreditava nesse  “  golpe de Marketing “

É só  olhar  nas propagandas exibidas  nos meios de Comunicação naquelas datas

Hoje, vivemos algo parecido, mas um pouco melhor. Há um cenário externo favorável e um benefício da dúvida, no processo político, de que as reformas vão caminhar. E a gente espera que andem  mesmo .

Mas o que preocupa é que o conjunto da obra, até agora, não tem sido bom. O governo não tem  ainda um discurso claro e consistente e, no varejo, vai cedendo aos grupos de pressão. Pode ser que isso seja mesmo fruto da interinidade, mas isso vai ter consequências mais à frente.

brasil (2)

O teto, por exemplo, ajuda a não dar reajuste para as despesas sobre as quais se tem controle. Mas ele não significará necessariamente o fim do crescimento real do gasto, já que a inflação está em queda.( que pode ser imaginária )

O mais importante é que a agenda fiscal avance, porque além dela há a agenda para retomar o crescimento. As agendas de ganho de produtividade, concessões, melhoria do ambiente de negócios, que ficou muito degradado nos últimos oito  anos.

O Brasil vive um momento de muitas crises simultâneas. A fiscal é a mais urgente, mas tem muitas outras que precisam ser enfrentadas.

Como está ainda no início precisamos   dar um voto de confiança e imaginar que, num futuro próximo ,  virão medidas estruturais.

A maioria das pessoas concordaria com isso.. Mas temos ainda um   processo  muito  confuso e acaba  carregado não tanto pelos graves problemas cometidos pelos  governos  anteriores , mas por um certo oportunismo na dinâmica da política.

Portanto, este é um governo que começou  com fragilidade e com uma agenda muito difícil de reformas que são necessárias para garantir que a gente consiga chegar a 2018 com uma economia ao menos sem continuar piorando, com alguma retomada da produção e do emprego.( e muitos outros pontos importantes, tal como Educação, Cultura, e diminuição da violência no país )

Garantir que essa janela de oportunidade seja aproveitada requer enfrentar o problema fiscal no próximo ano e que não se criem compromissos agora que depois inviabilizem o crescimento depois .

Para abrir  a janela de oportunidade  precisamos primeira sair do fundo do poço . O problema é que, sem reformas, sem controle das despesa pública no Brasil, o problemas  vai continuar crescendo acima da receita nos próximos anos, mesmo que a receita cresça com a melhora na atividade econômica.

A menos que sejam feitas reformas adicionais, isso significará um endividamento crescente. Não dá para cumprir o teto sem reformas estruturais. O teto é só um passo para explicitar a restrição orçamentária e evitar reajustes de uma parte das contas  já existentes .

O que preocupa é que os governos, tanto federal quanto  os Estaduais , em vez de enfrentar as causas do problema, ficam buscando artifícios para adiar suas consequências para o futuro. E este adiamento agravará o quadro em 2017, 2018 .

São os casos do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul, que hoje se utilizam de depósitos judiciais para financiar as contas públicas.

Brasil-e-Economia(1)

O Brasil está deixando os problemas para depois, e o problema está crescendo. Na prática cria-se um buraco ainda maior .

Para estancar   esse rombo , é necessário  parar de ceder a grupos de pressão. E assumir os problemas com transparência. Temos uma janela de oportunidade. Podemos aproveitar isso ou não.

Espero que o que vimos até aqui, durante a interinidade, não tenha sido o prelúdio do que vamos viver depois de agosto  de 2016 . Pois o Brasil pode virar um grande  buraco  negro   e chagar até a  calamidade pública Nacional .

Se  as milhares de pessoas que participaram de minhas Palestras entre 2005 , 2006,2007  no Rio de Janeiro, e por esse Brasil  afora  , vão lembrar  claramente de minhas palavras de vários alertas emitidos sobre os problemas hoje existentes , ressalta Jucelino Luz

E nesse momento criar mais impostos para tapar buracos, , poderá agravar mais a situação do Brasil  . Não será  a melhor das escolhas, diz  Jucelino Luz

O relógio do Brasil  ainda não  parou  porque o país  é rico( bateria com carga forte )   e até que aguentou  muito  o desperdício, o desfalque ,  a roubalheira  , o  lamaçal   da má gestão  Pública desses  últimos  18 anos .  E esperamos  uma nova era de prosperidade, harmonia  e paz !

(imagens retiradas do sistema de busca pública do Google )

Mário Ronco Filho  –  jornalista   (   repórter  )

 

 

10 comments on “Brasil pode afundar na crise econômica
  1. Anne disse:

    E a novidade estimado Jucelino??
    Quando estão mais preocupados em liberar deputados para festejos juninos que solucionar a crise o que se pode esperar?
    Cunha renuncia porém continua recebendo um salário de 165.600,00 R$ por mês que equivalem a quase 2 milhões de Reais ao ano (mais de meio milhão de EUROS na atual cotação!) o que se pode esperar?
    Quando Cunha usa o dinheiro do FGTS pra pagar o cartão de crédito do comparsa o que se pode esperar?
    Quando se desconta 25% de impôsto na fonte (mesmo sendo legalmente totalmente ILEGAL) de todos os aposentados que vivem no exterior o que se pode esperar??
    Coloquem então o Tiririca para Presidente porque afinal a palhaçada continua de vento em popa!
    Essa Cleptocracia nunca vai acabar Jucelino porque governante não pensa e nunca pensou em bem-estar do povo e sim apenas no próprio bôlso!!
    Brasil só tem uma solução: risca um fósforo e começa do zero dentro de uns 50 anos!

    • jucelino Nobrega da Luz disse:

      Anne , não tenho nada contra qualquer pessoa que foram relacionadas nas visões, Acho que o Brasil, não deveria ter nenhum deles.Apenas um Presidente que faça algo para o povo brasileiro e que pare de promessas ,sem fundamento,,e que a corrupção nunca mais voltasse a acontecer ( é sonho meu e de milhões de brasileiros.

  2. messias gomes disse:

    Tudo bem que talves não seja realmente calsa do Michel Temer, mas é com certeza é causa de um processo de impeachimente produzido por uma maioria de parlamentares golpistas onde muito deles tambem estão envolvido em suspeita de corrupção, (isso embasado em
    algumas gravações telefonicas que vazaram
    apos o afastamento da ex presidente Dilma
    ,. Motivado por manifestantes incompetentes
    onde muitos se quer teve o prazer de
    conhecer os danos causado pelo processo de
    impeachiment presidencial ao país e tambem por falta de conhecimento dos proprios atos e simplesmente por ser “marias vai com as outras”

    • jucelino Nobrega da Luz disse:

      Messia, não tenho nada contra qualquer pessoa que foram relacionadas nas visões, Acho que o Brasil, não deveria ter nenhum deles.Apenas um Presidente que faça algo para o povo brasileiro e que pare de promessas ,sem fundamento,,e que a corrupção nunca mais voltasse a acontecer ( é sonho meu e de milhões de brasileiros.

  3. messias gomes disse:

    Continua>> (no trecho que se encerra com: “ex presidente Dilma,.” Faltando fechar os parenteses )
    no processo de impeachimente do ex presidente Fernando Collo aconteceu essa mesma crise com uma elevação da inflação mas por que isso ocorre? Ocorre porque quando se derruba um presidente se quebra uma democracia e isso impacta na propria confianca do país pelos países lá fora, e o proprio país sofre um descredito fazendo assim com o mesmo mergulhe num abismo inflacionario. Uma vez que um presidente e nomeado por voto democrático por voto democratico esse mesmo poderia ser desnomeado mas como fazer isso? Quando 466 Deputado assentou em suas tribunas para afastar a presidente deveria ter aprovado um referendo perguntando a população se: “voces gostaria de que a presidente fossr afastada,? Pelo voto.
    Caso “sim” apreceria a segunda alternativa: “Quem voces gosraria que fosse o presidente?” Alternativas “A” , “B”, “C”,… e etc e tal. Logo os proprios brasileiros em um ato totalmente democrático cassaria a presidente e elegeria o novo presidente que viria os governar.

    • jucelino Nobrega da Luz disse:

      Messia, não tenho nada contra qualquer pessoa que foram relacionadas nas visões, Acho que o Brasil, não deveria ter nenhum deles.Apenas um Presidente que faça algo para o povo brasileiro e que pare de promessas ,sem fundamento,,e que a corrupção nunca mais voltasse a acontecer ( é sonho meu e de milhões de brasileiros. )

  4. messias gomes disse:

    Professor eu o admiro muito e portanto não vim aqui o critica-lo portanto desculpe me se houve essa interpretação. O que eu fiz ou quis fazer é uma ponderação do meu ponto de vista e do meu proprio entendimento. Disse isso por que vivi e lembro bastante do impeachiment do ex presidente fernando collo mas tem muitas pessoas que não viveram ou vivenciaram aquele ato e pensam que basta e tirando presidentes de qualquer maneira que resolve o problema, quando na verdade não é bem assim que isso acontece.
    vimos manifesto brasil afora a favor do impeachiment como se fosse a coisa mais natural. Nem imaginam que quem vao pagar o pato são os proprios ou os menos favorecidos. É o caso do sonho premonitorio que esta previsto uma inflacao aida mais severa do que essa que estamos vivendo agora. Talves melhor fosse esperar um governo “ruim” vencer o mandato ou entao tivesse dado o povo a oportunidade de tira-lo do poder, atraves de referendo, ja que esse é o sonho de milhares de brasileiros, conforme o sr mesmo disse, sendo dessa maneira nao ficaria visto como golpe e seria um ato totalmente democratico. Sr deve me entender quando o povo quer eles consegui, mas o processo em si, como ocorreu, é que não pode ser aceito, ja que havia outro modo. Todo mundo sabe que o cunha uma ves que parou no conselho de etica, queria que os ministros petistas votassem a seu favor ano passado como isso não iria acontecer resolveu aceitar o impeachimente como vinganca pessoal, sendo assim um processo não um tanto aceito, o que figura um golpe. Mas não tive nenhuma mal intenção em minha postagem e simplesmente a colocação do meu ponto de vista e meu modo de entender. Mas uma vez pesso desculpad!
    continua postando os sonhos do sr ai que ficaremos em alerta aqui. Ok!

    • jucelino Nobrega da Luz disse:

      Messias Gomes, estamos aqui aberto para aceitar críticas, e com certeza , será bem aceito as suas , isso , nos ajudará a ampliar nossos conceitos , conhecimentos, e na troca de experiências . Seja sempre bem vindo,

  5. Ramon Valez disse:

    Será que essa crise no país vai passar ano que vem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *