Jucelino Luz previu ataque na França, na Alemanha e outros acontecimentos

Jucelino Luz previu ataque na França, na Alemanha  e outros acontecimentos

França

Um  pessoa ficou ferida após a explosão de uma carta-bomba no escritório do Fundo Monetário Internacional (FMI) em Paris, na França, no  dia 16  de março  de 2017 , segundo conteúdo de carta de Jucelino Luz

Após o incidente, várias pessoas foram retiradas do edifício por medida de proteção.

O governo grego informou que o pacote tinha um endereço de envio daquele país. “Autoridades francesas acabam de nos informar que o pacote foi enviado da Grécia”,

A diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, falou  em nota  e condenou o ataque no escritório do organismo e destacou que foi um “covarde ato de violência”, enquanto o presidente francês, François Hollande, classificou a explosão como um “atentado”.

O departamento de polícia de Paris informou no Twitter que uma operação está sendo realizada nos escritórios do FMI e do Banco Mundial depois da explosão.

A escola na França  -Ataque :

 

Várias pessoas teriam ficado feridas durante um tiroteio na escola de ensino médio Alexis de Tocqueville, no dia 16 de março de 2017 , em Grasse, localizada no sul da França.,  conforme previsão de Jucelino Luz

E disse que  muitas  pessoas inocentes poderiam  se ferir por um jovem que portava duas granadas, um rifle e outras duas pistolas.

A imprensa local afirmou que o colégio, que possui milhares de alunos, foi evacuado.

O ataque ocorre poucas semanas das eleições presidenciais francesas.

Alemanha

O atentado com carta-bomba em Paris aconteceu um dia depois de um pacote explosivo ser encontrado no prédio do ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble.

Um grupo militante grego reivindicou a responsabilidade por essa tentativa de ataque na Alemanha. Conforme  informou  a polícia de Berlim, o pacote foi projetado para causar ferimentos graves quando fosse aberto.

No entanto , segundo Jucelino Luz ,  os dois incidentes têm ligação.

O atentado de Berlim, na última segunda-feira (19), quando um caminhão dirigido por um suspeito tunisiano invadiu um mercado de Natal, deixando 12 mortos, colocou pressão sobre o governo da chanceler (primeira-ministra) alemã, Angela Merkel, da UDC (União Democrata-Cristã). O ataque foi o ápice do terror em um ano em que a Alemanha se deparou com pelos menos outros dois de menor repercussão. Diante desse cenário, Merkel, que vinha liderando a iniciativa de acolhimento de refugiados vindos do Oriente Médio, tem ficado em posição cada vez mais fragilizada diante da população alemã e já deu indícios de que mudará o discurso para não sair do poder nas próximas eleições legislativas em setembro de 2017.

Angela Merkel, numa jogada de mestre , vai encontrar-se com Donald Trump , para tentar reverter essa situação de sua queda  de popularidade,

Holanda

Na carta baixo ,foram colocado algumas tarjas propositadamente,  para preservar ( o destinatário) 

royal family(1)_Fotor

A Holanda conseguiu colocar um freio  provisório na extrema direita na Europa. As urnas confirmaram a vitória do atual primeiro-ministro, o liberal de direita Mark Rutte, e revelaram que Geert Wilders, o candidato  que chegou a liderar as pesquisas, não obteve tanto apoio como se esperava. Depois do Brexit e do êxito que representou para ele a chegada de Donald Trump à Casa Branca, o populismo xenófobo enfrenta, assim, a sua primeira derrota no Ocidente. Jucelino Luz , enviou cartas , onde dizia em seus presságios , que  Geert tinha possibilidades de ser o vencedor, se apenas não houvesse um ” acordão ”  entre membros da UE com políticos da Holanda.  E se isso acontecesse , mudaria as eleições , e quem ganharia seria  o atual primeiro Ministro , o liberal de direita Mark Rutte .

royal family(2)_Fotor

Conforme previsto, o acordo ,existiu , levando  mais de 95% dos votos apurados, Rutte foi confirmado em primeiro lugar, com 33 cadeiras no Parlamento, que estão longe dos 76 necessários para formar o Governo. “Conseguimos barrar o populismo equivocado”, disse o vencedor em um ato em Haia depois de conhecer os resultados preliminares. De qualquer maneira, o liberal terá de negociar com três ou quatro partidos para tentar formar um Executivo que se mantenha por mais quatro anos no poder, razão pela qual sua capacidade de negociação será posta à prova a partir de agora.  Entretanto, não retira , nem pode gritar vitorioso , pois, o Euro , está em queda ,com a saída do Reino Unido, muitos outros países ,também vão querer , sair da União Europeia , em com certeza até o final de 2020 , haveremos de ter muitas mudanças .  Lembramos ainda, que a votação contra  Geert  Wilders , não foi por motivos de que ele defendia a saída do Euro – que é desejo popular , mas sim ,por motivos de atacar imigrantes árabes  e  outras razões .

Muitos países europeus, vão sentir esse enfraquecimento , podendo , surgir novas adesões para saída da União Europeia ,

 

EUA

O ator Ricardo Medina Jr., que protagonizou a série “Power Rangers: Força Animal” como ranger vermelho, declarou-se culpado da acusação de homicídio na morte por esfaqueamento de seu companheiro de quarto, como já informado em carta  de Jucelino Luz de  20  de dezembro de 2014 , onde dizia que ele poderia matar  o colega com uma espada, de acordo os presságios enviados aos EUA , Segundo a visão, ele discutiria  sobre sua namorada com o companheiro de quarto Josh Sutter,, em 31 de janeiro de 2015 , podendo possivelmente matá-lo naquela ocasião .

Durante audiência em setembro de 2016, Medina declarou-se inocente no tribunal em Lancaster, na Califórnia. O ex-Power Ranger está preso desde 2015, cumprindo seis anos de detenção. A sentença definitiva do ator será anunciada em  30 de março de 2017 .

Medina teve duas participações na série. A primeira em 2002, como Cole Evans – o ranger vermelho – em “Power Rangers: Força Animal”, e depois, em 2011, como Deker, um espadachim do grupo de vilões em “Power Rangers: Samurai”

 

Mario Ronco Filho  – jornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *