Jucelino Luz previu uma queda de avião no Quirguistão em janeiro de 2017

Jucelino Luz  previu  uma queda de  avião  no Quirguistão em janeiro de 2017

Jucelino Luz previu uma queda de avião no Quirguistão em janeiro de 2017

Um avião de carga turco caiu no dia 16 de janeiro de 2017 perto do aeroporto de Manas, no Quirguistão, matando ao menos 37 pessoas. A maioria das vítimas são moradores de um vilarejo atingido pelo Boeing 747, de acordo os presságios de Jucelino Luz
A visibilidade era ruim e havia névoa quando o piloto tentou pousar, às 7h31 (23h31 de domingo, no horário de Brasília), segundo a administração do aeroporto. O avião ia de Hong Kong para Istambul, na Turquia, e estava prevista uma escala em Manas, cidade próxima à capital do Quirguistão, Bishkek.
A queda danificou 43 edificações em Dacha-Suu. Quinze imóveis ficaram completamente destruídos, de acordo com o Ministério de Emergências do país. Tendas foram instaladas para acolher os desabrigados em meio às temperaturas de -2ºC na região.

picasion.com_5f89fa587d2949d7d171106fe0501c01 airplane(8)

O ministro de Transportes afirmou que havia cinco pessoas a bordo do avião, identificado como um Boeing 747-400 da Turkish Airlines. A companhia aérea, no entanto, afirma que a aeronave pertencia a outra companhia turca, a ACT Airlines.

avião queda
Equipes de resgate recuperaram o corpo de um piloto e de moradores locais. “O avião caiu sobre suas casas e matou famílias inteiras”, relatou à AFP uma testemunha do acidente que não quis divulgar seu nome. “Na carta escrita Jucelino Luz disse que não restaria nada das casas atingidas , as pessoas morreram com seus filhos, muitos estariam ainda dormindo , acrescentou “
Aqui colocamos algumas cópias de cartas enviadas as autoridades no sentido de tentar evitar esse acidente .
O Quirguistão é um país da Ásia Central, ex-integrante da União Soviética, e faz fronteira com o Cazaquistão, o Uzbequistão, o Tajiquistão e a China.
Nossas condolências às famílias daqueles que perderam suas vidas no trágico incidente envolvendo uma aeronave ACT Airlines no Quirguistão”, disse Jucelino Luz

Mário Ronco Filho – jornalista