A maior onda do mundo , pode acontecer novamente e outras catástrofes

A  maior onda do mundo , pode acontecer novamente  e outras catástrofes

A  maior onda do mundo media em torno de 680 metros de altura  e pode acontecer novamente  e outras catástrofes

( Parte 1 )

Temos histórias de ondas gigantescas que já foram registradas por todos os oceanos do mundo e até hoje povoam os pesadelos dos homens do mar

 

Promontório ao lado da geleira de Lituya, que foi atingida pela onda de 680 metros

ventos com mais de 180  km por hora, registrados no atlântico norte, criaram ondas grotescas que foram registradas por um navio oceanográfico.

 

uma onda gigante atingiu  um navio petroleiro ao largo da África do sul em 1980

A maior onda no registro ocorreu na Baía de Lituya, na costa sul do Alasca em 1958. Um terremoto de 8,3 graus na escala Richter atingiu a área e desprendeu 40 milhões de metros cúbicos de terra de uma geleira na montanha no fundo da baía. Quando os destroços atingiu a água, uma enorme onda de 680  metros foi criada e lavou o promontório.

chile1

Como é que os cientistas sabem que esta onda era tão incrivelmente enorme?

Simples: Para medir a altura da onda, os cientistas encontraram o ponto alto – a linha onde a água atingiu o seu ponto mais alto na terra. Esta provavelmente não foi a maior onda do planeta, apenas a mais bem documentada. Três barcos de pesca testemunharam o evento na Baía de Lituya. Infelizmente, duas pessoas em um dos barcos morreram. Incrivelmente, os outros dois barcos surfaram as ondas e seus ocupantes sobreviveram.

chile1a

Tecnicamente, essa onda é descrita como uma “Onda de Pancada”  O  artigo mostra o promontório, ao lado da geleira Lituya, que teve toda a terra e árvores levadas embora até uma altura de 680  metros pela onda de pancada gigante. Os icebergs vistos na água da baía de Lituya, em primeiro plano, foram arrancados da geleira pelo deslizamento de terra que caiu na baía por uma rampa à direita da fotografia.

Ondas grotescas:

Paredes gigantescas de água que são geradas em grandes tempestades, se distinguem das ondas de 10 metros de altura, geradas por terremotos e chamadas de tsunamis, que o mundo conheceu em 2004 e  em 2011 . Por gerações, os marinheiros contavam histórias de ondas oceânicas muito maiores do que o normal, elevando-se mais de 80 metros sobre o oceano e espancando os navios que encontravam pelo caminho.

Ondas Grotescas, também conhecidas por ondas gigantescas, têm sido mais estudadas nos últimos anos, devido à disponibilidade de monitoramento oceânico por satélites. A Agência Espacial Europeia diz que seu projeto de satélite com radar chamado MaxWave detectou mais de 10 ondas grotescas medindo mais de 30  metros durante um período de três semanas em 2001 – incluindo talvez as ondas de 35 metros de altura que quebrou as janelas dos navios de cruzeiro Caledônia e Bremen.

Uma onda de 22 metros que bateu sobre o navio de cruzeiro Norwegian Dawn em 2005, uma de quase 30 metros foi relatada em 2004 durante o furacão Ivan, e já existem medidas confiáveis ondas de 34 metros de altura, que eram maiores do que o navio USS Ramapo em 1933 .

Poderia haver ondas maiores, as quais as pessoas não sobreviveram para contar? Talvez sim: Em “O Pássaro na Cachoeira”, Jerry Dennis e Glenn Wolff relataram que os modelos de ondas computacionais podem produzir ondas teoricamente tão grandes quanto 70  metros.

O grande mistério tem a ver com o mecanismo que gera as ondas. Uma variedade de estudos, incluindo as observações de MaxWave, têm mostrado que as correntes cruzadas podem “focalizar” a energia do vento, criando uma interferência construtiva. “Em algum momento, as ondas marcham em sintonia, e então outra vez tomam o seu próprio caminho”.

tsunami1

Às vezes, ondas gigantes podem surgir sem que existam estas correntes cruzadas. “Ventos de tempestades de longa duração superiores a 12 horas podem aumentar ainda mais as ondas se movendo a uma velocidade adequada e em sincronia com o vento”. A topografia do fundo do mar também pode desempenhar um papel preponderante.   Uma elevação no fundo do mar, por exemplo, poderia dar um impulso extra a uma onda na hora errada.

Quantas vezes e que tamanho dessa onda ?

No que se fala por onda gigantes temos dois casos específicos :

  1. Um possível tsunami nas Ilhas das Canárias que poderia gerar ondas de até 100 metros  ou bem maiores , dependendo da quantidade de massa do Vulcão que cair no mar – isso poderá causar  um grande problema para  toda população mundial .( o que vai acontecer um dia …)
  2. Um possível tsunami causado pela   falha de Santo André ou Falha de San Andreas é uma falha geológica tangencial que se prolonga por cerca de 1290 km através da Califórnia , se cair no mar poderá causar ondas gigantes de mais de 100 metros de altura .( o que vai acontecer um dia …)

 

As dez profecias que vão ser inevitáveis  – presságio  de 1977 – Jucelino Luz  

  1. Incêndios florestais – EUA, 2015-2043                                                                                                 incendio

Jucelino Luz  previu  que, até 2043, os incêndios sazonais que ocorrem nos EUA durarão três semanas a mais, produzirão duas vezes mais fumaça e queimarão uma área maior a cada ano. Ao mesmo tempo., o que significa que muito mais do país estará em chamas em um futuro próximo.  O que conduzirá  a este dramático aumento no risco de incêndio? A resposta, de acordo com Jucelino  Luz , é a mudança climática gradual, o que elevará  a temperatura da Terra, criando condições que geram incêndios maiores e mais ferozes. Jucelino Luz  afirma  que a temperatura será o maior determinante de futuros incêndios. Quanto mais quente, mais provável é que um incêndio vá começar  sozinho e mais árvores e áreas serão devastadas pelos incêndios . Com 20  mil a quase  50 mil incêndios florestais previstos para ocorrer anualmente, os EUA poderão em breve estar enfrentando sua própria versão do Inferno na Terra.;

  1. B) Explosão do Vulcão Bardarbunga – Islândia, 2014

 islandia

Ok, não está no futuro, mas esta previsão se concretizou algumas anos  depois ter sido feita por Jucelino Luz .

Em agosto de 2014, o serviço Meteorológico Islandês aumentou o nível de risco para uma possível erupção do Bardarbunga, um vulcão localizado na segunda montanha mais alta da Islândia. O aumento deveu-se a centenas de terremotos que ocorreram ao redor do local ao longo de vários dias, um forte sinal de uma possível erupção vulcânica. Jucelino Luz previu  o que poderia ocorrer se Bardarbunga entrasse em erupção. Alguns disseram que o gelo ao redor do vulcão iria derreter, provocando inundações. Outros disseram que poderia causar erupções adicionais ao longo de fissuras de 100 metros de comprimento no sudoeste da Islândia, acordando o vulcão Torfajokull, que iria destruir vários grandes rios que servem como fonte de energia hidrelétrica no país.

Em 23 de agosto de 2014, o vulcão entrou em erupção debaixo da geleira Dyngjujokull. Ao longo da próxima semana, milhares de terremotos ocorreram perto do Bardarbunga e na área ao redor, e em 31 de agosto, sua fissura Holuhraun entrou em erupção. A fissura Holuhraun irrompeu por seis meses, terminando de expelir material vulcânico oficialmente em 28 de fevereiro de 2015. A fissura liberou a cada cinco minutos, em média, lava suficiente para encher um estádio de futebol americano. No final, o vulcão produziu 1,5 quilômetros cúbicos de lava e criou um campo de lava de 86 quilômetros quadrados, tornando a erupção do Bardarbunga de 2014 a maior erupção islandesa desde a da fissura Laki de Bardarbunga em 1783. E o perigo não se incerrou porque haveremos de ter uma pior entre 2023  a  2029.;

  1. c) Megaterremoto – no Chile, 2015-2043

 chile5

Em 1 de abril de 2014, um terremoto de magnitude 8,0 ocorreu a 97 quilômetros da costa noroeste de Chile, perto da cidade de Iquique, causando deslizamentos de terra e um tsunami que atingiu a costa. Este terremoto criou a possibilidade de um terremoto ainda maior atingir o país em um futuro próximo,entre 2018  a  2025  devido à localização do tremor.

O terremoto de Iquique surgiu de uma zona de subducção, onde uma placa tectônica, a Placa de Nazca, está mergulhando debaixo de outra, a Placa Sul-Americana. Esta zona de subducção se encontra dentro do “Anel de Fogo”, um arco no Pacífico contendo 77% dos vulcões ativos do mundo, o que causa grande parte da atividade sísmica do mundo. Quando uma placa tectônica se desloca sob outra, as falhas podem ser submetidas a grandes quantidades de estresse, e qualquer liberação de tensão gera atividade sísmica, ou seja, terremotos.   O  terremoto de abril de 2014 foi um “  forte terremoto”, ou um grande terremoto causado pela liberação de tensão de uma zona de subducção. Somente 35% da tensão na falha foi aliviada, deixando o resto para ser dispensado num futuro próximo.

 

A matéria continua ….

Mario Ronco Filho -jornalista

Siga também as páginas de Jucelino Luz – Bem vindo todos !

Instagran :   jucelinoluz_oficial

Skype :  jucelinoluz

Facebook : Jucelinoluz

contato:e-mail  :  jucelinoluz1@gmail.com

youtube: movimentobrasilmelhor

 

( imagens retiradas do sistema de pesquisa público do Google )

10 comments on “A maior onda do mundo , pode acontecer novamente e outras catástrofes
  1. Marina de Jesus alves carneiro disse:

    Jocelino tu es luz mesmo agora me sinto mais feliz em saber que meu contrário porque também sou Paranaense só que eu sou de p grossa e morava em Curitiba agora faz anos que no no Rio Grande do Sul parabéns que Deus esteja sempre dando luz pra ti para poder nos ajudar muito obrigada

  2. Mercia disse:

    Por favor, esta onda vai atingir quais estados do Brasil e quais países ? Obg fk c Deus

  3. fernando disse:

    Incêndios até 2043 porque? Vai parar em 2043?

  4. Matheus disse:

    Em 2031 como será o Brasil . Infraestrutura , PIB , e gostaria muito de saber também se alguém chamado Mateus da silva Gomes será alguém importante no futuro deus te abençoe obrigado

  5. JUAREZ P. JUNIOR disse:

    O Brasil pode ser atingido por esse tsunami ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *